Escritos de isolamento #3

“Beijos intensos no banco da praça para acalmar a saudade.
Um colo aconchegante embaixo do céu azul que ressignifica o concreto. No calor dos corpos não existe espaço para dúvida, muito menos para a artificialidade.
O sorriso ocupa o lugar da amargura. Os olhares invocam o carinho saudoso.
Simplicidade. Nada precisa ser dito, pois o olhar reimprime na alma o que estava encoberto”.
.
.
03/2018

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s