Escritos de isolamento #2

Texto de 03/2018

Obcecada por cada linha do corpo, observo o sorriso corta solidão.No movimento das tuas pernas meu tempo é eterno e já não sei relativizar.De extremos: somos 8 ou 80. Prefiro ficar na ponta maior para não deixar cair o riso do rosto.E a gargalhada impressa no ar se perpetua e me alcança, mostrando para meu íntimo que não preciso mais viver só.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s